quarta-feira, 29 de maio de 2013

Senhor hoje foste a minha sombra fresca...

Senhor
Hoje foste a minha sombra fresca
Que me cobriu durante todo este dia
Foste a água que matou a minha sede
Foste o pão que saciou a minha fome
Como é bom estar de joelhos
Olhar para Ti e dizer que amo-te
Tu perdoas-me
Consolas-me e dás-me a paz eu tanto preciso.
No silêncio a Tua voz diz-me coisas que jamais ouvi.
Quero dizer-te apenas que estou aqui
Eu sei que não sou nada sem Ti.
Entrego-te a minha vida, seja para sorrir ou para chorar.
Toma o meu humilde coração

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

"RESPEITO NO AMOR"

"RESPEITO NO AMOR"

Amar é deixar o outro voar sem medo.
Amar é respeitar as decisões do outro
Amar é não ser egoísta
Amar é aceitar o outro
Como ele é com todas as suas qualidades e defeitos
Amar é não ter arrogância e a prepotência
Amar é não irritar-se e não gritar
Amar é não ofender e guardar rancor
Amar é perdoar sempre que for preciso
Amar é guardar sempre fidelidade
Amar é não mentir ela gera a desconfiança.
E a desconfiança gera o ciúme
Amar é não sentir ciúmes, porque isto destrói o amor
Amar é confiar e respeitar sempre.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

PERFUMADA E BELA

 PERFUMADA E BELA

A vida contigo é perfumada e bela
Cheia de amor e paixão
Gosto de sentir a tua barba a picar-me a minha face.
Dos teus beijos quentes e do teu carinho.
A tua voz grossa quando diz que me amas.
Tu meu amor, és o meu confidente, és o chão que eu piso.
Todos temos necessidades que alguém nos ouça mesmo que seja em silêncio.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


segunda-feira, 27 de maio de 2013

Senhor agora que as vozes

Senhor.
Agora que as vozes silenciaram-se
Aqui ao pé da cama
Deposito nas tuas mãos a minha fadiga
E toda a minha luta
Nesta noite quero entregar-me ao sono
E sentir na minha alma
Toda a segurança da tua infinita misericórdia
Obrigado por dormir feliz nos teus braços.
Amo-te com todas as minhas forças
Com todo meu coração

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

AMAR-TE É


 AMAR-TE É

Sofro em silêncio gritando na escuridão
Deste-me um beijo que percorreu todo o meu ser.
Ficou o desejo, de quem ama
Quem ama vive cada momento
Gosto do sol, da luz e do calor
Porque seca-me as lágrimas
Da chuva, porque as esconde
Amar-te é como uma onda do mar agitado
É como a lava do vulcão
É amar-te, amar-te perdidamente
Os teus lábios quentes com amor e ternura
Envolvias-me simplesmente
Passavam no meu corpo num árduo desejo.
Sinto saudades dos momentos
Dos beijos, dos sonhos de mergulhar nos teus braços
E ficar no silêncio a ver a água ir para o mar

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


AREIA E MAR

 AREIA E MAR

Somos como areia e o mar
Juntos e enrolados
Quero amar-te como as nossas bocas sabem amar
Queria ser uma sereia
Para ver as estrelas do céu
Beijar-te esta noite a saber a sal
Amar-te como o salpico, de água salgada na tua pele
Encontrar-te no mar e perder-me na areia.
Quero amar o cheiro a maçã da tua pele
O brilho dos teus olhos castanhos
O sorriso dos teus lábios, da tua boca.
A minha pele com a tua, os meus olhos nos teus.
Os meus lábios em ti, com cheiro a hortelã na tua boca.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

domingo, 26 de maio de 2013

ESPINHOS

 ESPINHOS

Quantas vezes
As pessoas que conhecemos
Nos ferem como se fossem espinhos
Que enterram-se pela nossa carne
A dor é tão grande

Que até temos medo de acreditar
Nas boas intenções das pessoas
Elas deixam sempre uma pequena dor
Muito difícil de passar e esquecer

Isabel Morais Ribeiro Fonseca



Senhor abençoa-me neste dia

Senhor.
Abençoa-me neste dia que acaba de nascer
Quero começar este lindo dia a rezar
Agradecer-te por tudo, pela minha familia que eu tanto amo.
Perdoa-me se eu às vezes não rezo
Há dias em que eu esqueço-me de rezar
Sinto amor quando olho para a Tua cruz
Sei que morreste por mim e agora
Quero voltar para Ti e aos Teus pés quero humilhar-me e dizer-te
Que não mereço o Teu perdão
Abraça-me com ternura e amor
Esquece todos os meus erros e as minhas faltas
Seca as minhas lágrimas e não deixes, os meus sonhos morrer

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

"BRISA NO ROSTO"

"BRISA NO ROSTO"

A brisa acaricia-me o rosto
E percorre o meu corpo 
O vento geme de dor 
A chuva derrama as lágrimas de prazer e amor. 
E nós somos dois em um só corpo
Como a brisa, o vento e a chuva 
Juntas são a tempestade da paixão
Somos feitos na dor, no amor e no prazer.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


"CAMA FRIA"

"CAMA FRIA"

Cá estou eu no meu quarto frio
Na cama triste e vazia
Sinto uma dor no peito e o coração apertado
Sinto o cheiro a dor e melancolia
O tempo parece parado

Nenhum vento ou brisa.
O som do relógio já velho e partido
Na minha cama vazia de afetos
Passo as noites na solidão
Olhar para o céu sem estrelas
Ao meu lado, o vazio a solidão
Nas noites, insônias intermináveis
O corpo e a alma sentindo frio
Busco nos vãos da memória
Um resquício, um alento
Qualquer pedaço da nossa história.
Uma cama vazia, é um canto de saudade
Mostrando toda a infelicidade
Causada por uma triste solidão

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


sábado, 25 de maio de 2013

Senhor quero fazer parte do teu amor..

Senhor.
Quero fazer parte do teu amor e voltar a ter paz.
Ver o nascer o sol e sentir a brisa do mar.
Ver a tua cruz nesta escuridão que me rodeia.
Quero ver o teu perdão mais do que
Os laços de orgulho que querem prender-me
Pensar na tua paixão que fez-me renascer

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

"MEDO NÃO TENHO"

"MEDO NÃO TENHO"

Não tenho medo da morte
Porque não sei o que é a morte
Tenho medo de sofrer de doença ou solidão
Acreditamos que ficamos tristes pela morte
Mas na verdade é a morte que nos impressiona
Eu não quero viver nenhum dia que eu não possa orgulhar-me
Ainda que seja escuro no seu coração
Valera sempre a pena ver as estrelas e sorrir na escuridão
Ter esperança é ter outro refúgio que não a morte
Vivemos cada vez mais tempo e fintamos a morte
Envelhecemos e estamos a cada dia mais sozinhos
A morte não é o fim é o começo

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


REMÉDIO DA SAUDADE

 REMÉDIO DA SAUDADE

 Preciso de um remédio que cure a minha saudade
Que diminua a dor que invade no meu peito
Que cure-me ou ajude-me a esquecer.
Meu corpo chama por ti todas as noites
Desesperado e de desejo
As noites são frias e o meu coração esta vazio
A dor de uma saudade é só um beijo que arranca a paixão.


((¯`♥´¯))
   `.¸.´✿¸.•*¨`•..¸•¨`• 


Isabel Morais Ribeiro Fonseca


BEIJOS

 BEIJOS

Os teus beijos tiram-me
Os sintomas que causam-me dor
E para curar-me o melhor remédio és tu
Sinto na minha boca o gosto do mel
Que diminui a dor que invade o meu peito.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca



sexta-feira, 24 de maio de 2013

Senhor mais um dia

Senhor
Mais um dia que amanhece
Neste dia especial
Quero pedir-te pela solidão
Dos casais que entraram em ruptura
Homens e mulheres que habitam
Na mesma casa debaixo do mesmo teto
Que dormem na mesma cama
Há anos e que estão tão distantes um com o outro
Que estão longe de imaginar a solidão.
Que sentem quando deviam amar-se
Ajuda-os a entenderem-se mutuamente

E a redescobrir o amor que já os uniu, para que se voltem a amar.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

"APRENDER"

 "APRENDER"

Ter de aprender
A lutar contra as emoções
Não chorar mais com tanta facilidade
Não sofrer mais com a maldade
Ter alguém em quem confiar
A vida é bela mas é sempre a mesma
É uma rede de ilusões e desenganos
Temos de voar como as pombas pelo azul do céu
E dançar como o vento e a chuva
Viva hoje e ame e não deixe para amanha.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca



ADMIRAÇÃO

ADMIRAÇÃO

Admiro todas aquelas pessoas
Que mesmo depois de uma noite mal dormida
Acordam de manhã com alegria no seu coração
Mesmo depois das quedas que a vida tem
Encontram sempre a coragem de levantar-se
Elas não precisam de elogios nem de palmadinhas nas costas
Sabem falar pedir desculpas.
São educadas e muito otimistas

Isabel Morais Ribeiro Fonseca





CHORAR DE AMOR

 CHORAR DE AMOR

No meu peito
Existe essa dor de chorar por amor.
Como um pássaro de asa ferida
Choram as rosas e chora a minha alma.
Seu perfume transforma-se em lágrimas
Chorar, amar e sofrer
Faz bem para o coração.
Lágrimas de dor são, lágrimas de amor

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


Uma família numerosa e feliz em 2011

Isabel Morais Ribeiro Fonseca
 


quinta-feira, 23 de maio de 2013

Senhor mais um dia que amanhece..

Senhor
Mais um dia que amanhece
Aqui estou eu cansada,triste
Com a sensação de um vazio
Não me perguntes porquê
Nem sei o que dizer-te
Quero estar contigo e olhar
Para Ti escondida e silenciosa
Pegar-te no colo e dizer-te
Perdão Senhor perdão
No meio de tanto sofrimento.

O Teu amor trouxe-me alento e paz.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

FRASE - BORBOLETAS




As borboletas são almas em cima de uma violeta
 

Que andam perdidas no ar sentem o vento a gemer

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


MEU ANJO

 MEU ANJO

Meu coração está cheio de mágoa
Pois só tu conheces o sabor das minhas recordações
Os meus olhos estão cheios de lágrimas

- Choro porque tenho saudades
Amar é sentir o perfume das flores
Eu poderei dizer aos anjos que amei muito.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


PRIMAVERA

 PRIMAVERA

Há uma Primavera
Em cada um de nós
É preciso mantê-la assim florida
Estar longe de ti é como não ver o luar.
Estar longe de ti é não sentir o cheiro das rosas
É ter as noites silenciosas e tristes
É não sentir a brisa do mar.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


quarta-feira, 22 de maio de 2013

AMOR TU


Amor
Tu que incendeias toda a minha alma
Pois não posso mais voar
Sai de mim, amor cruel

És a tormenta dos meus pensamentos loucos
Tu és a minha fogueira onde arde o meu coração
Amar as estrelas é amar-te na luz
Sentir a brisa do mar na minha cara
São como beijos molhados a sal
Tens um sorriso tão belo e feiticeiro
Sai de mim porque a saudade faz-me chorar.
Amar-te é paixão assolapada.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca



QUERO AMAR

QUERO AMAR

Quero amar e não sentir dor.
Eu quero é mais do que morrer de amor
Eu quero amar sem poupar o coração
Para mim o amor é uma louca paixão
Eu não te quero perder, pois amo-te demais
Tu dizes que sem mim, não sabes o que fazes
Não deixes o nosso amor ficar doente
O remédio é dar-lhe sempre carinho
O que tenho dentro do meu coração
Tenho guardado para dar-te
Amar-te sem limites é viver uma grande história
Haverá sempre um céu azul e a brisa do mar

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


FRASE-DIFERENÇA


Faria alguma diferença se eu te dissesse
 

Que não há ninguém que vai amar-te tanto quanto eu.
 

Isabel Morais Ribeiro Fonseca




Senhor quero saber desfrutar deste luar.

SENHOR

Senhor, quero saber desfrutar deste luar.
Esta lua que fascina-me
Quero ser como o rio que entrega-se ao mar
Não peço-te dinheiro e sim a felicidade.
O teu amor é tudo que me faz feliz.
Amar-te é tudo que eu sempre quis
No teu colo eu quero estar.
Quero entrar na intimidade do teu coração
Dá-me a força e alegria.
Para vivermos como irmãos que somos.
Obrigado por tudo o que tens feito por mim.
Obrigado por teres morrido no meu lugar
Perdoa-me porque o meu medo foi maior que a minha fé

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

FRASE. A VISTA


A vista da minha janela
É a mais bonita (...)
Quando a compartilho contigo


Isabel Morais Ribeiro Fonseca