quarta-feira, 25 de abril de 2018

❤•´ *`•.❤ O MEU SILÊNCIO




O MEU SILÊNCIO

O meu silêncio grita de dor
Seca ferozmente a minha voz
Nada ficou deste poema já seco
Agora vivo afogada de lágrimas
Pois tu deixaste tanto em mim
E as palavras já não têm sentido
Nas letras que tiveram vida em mim
É um desassossego, é tecer no escuro
Nos desabafos entre as páginas soltas
De um velho livro, num poema para ti
No desejo forte de me encontrar
Nos teus braços, perto do teu coração.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca
❤•´ *`•.❤

sexta-feira, 13 de abril de 2018

CARREGO 🌿 ♫



CARREGO

Carrego no corpo todas as dores
Possíveis deste mundo cruel
Escrevo versos para repousar
A minha amargura no desassossego
Das minhas noites mal dormidas
Neste cansaço mental
Onde o colchão me faz doer 
As costas ferozmente
Sonho sem asas que me faz cair 
Entre a morte sentida ou desejada
Quem sabe se não é este ópio
Agarrado ao corpo
Tu és o meu anjo a minha cruz
Nestas noites de chuva escrevo
Sem esperança duma noite bem dormida.


🌿 ♫