sexta-feira, 11 de novembro de 2016

HOJE NÃO DEPOIS

HOJE NÃO DEPOIS

Foi nas minhas fraquezas que descobri
As minhas próprias forças que pensei
Não as ter, foi nos momentos de dor
Que aprendi a dar valor à vida mesmo
Com o coração sofrido gritando de dor
Que aprendi a amar com garra e coragem
Que aprendi a beleza pura do silêncio ★* ★
E nas horas de loucura aprendi a não ter
Vergonha de cantar, gritar, dançar e de sorrir
Aprendi que o tempo que temos é muito curto
E devemos fazer tudo aquilo que sentimos
No nosso coração e não deixar para depois
Como ouvir o som do mar e a ver força das ondas
O canto da chuva e dos pássaros, a beleza das flores.

★* ★★* ★★* ★★* ★

Isabel Morais Ribeiro Fonseca