terça-feira, 15 de abril de 2014

JÁ NÃO FUMO

 JÁ NÃO FUMO

Fumo um cigarro entre o quarto
Passando pela sala, chego à cozinha
Abro uma garrafa de vinho
Para o jantar, verto para o copo.
Dou um gole que doce aroma tem este vinho
Deixa um travo suave aromatizado doce
Chegas e dás-me um beijo que bom
Falamos e bebemos como dois amantes
Imaginando-nos longe.....longe
Numa cabana onde a neve cai lá fora, cá dentro está calor
Sabe tão bem o calor da lareira a arder, o cheiro da lenha
Somos chamados à realidade, pela voz das crianças com fome
Estão à espera do jantar
São e serão sempre os nossos amores.....eternos.
Eternos como as noites que os fizemos
Com tanto carinho.....amor.....e desejo.
O jantar está pronto....bebamos o néctar dos deuses
Fumo um cigarro...ou talvez não.... afinal não fumo à muitos anos.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca