quarta-feira, 10 de julho de 2013

SENHOR

 SENHOR

Senhor, sinto-me só e triste
Sinto que afastei-me de ti
As pedras no meu caminho
Tornaram-se em grandes fragas
E sozinha não consigo removê-las
Sinto a tua falta Senhor
Sem a tua presença não sinto paz
Tu falas comigo no silêncio
Através da chuva e do canto dos pássaros
Através da brisa e do céu azul
Através do vento e da tempestade
Das flores e da água pura da fonte
Nas montanhas e nos peixes do mar
Na alegria e no sorriso dos meus filhos
No ar que eu respiro
Deixei muitas vezes que as circunstâncias
Da vida me afastassem de ti
Já não rezo mais, tenho medo
Tu falavas sempre comigo no silêncio
A tua paz renovava as minhas forças
O teu amor enchia-me de coragem
Abre os teus braços Senhor
E recebe-me como uma filha pródiga
Que perde-se no caminho
Preenche-me de novo com o teu grandioso amor
Sinto-me só e vazia, sem a presença de Deus
Eu lanço-me na busca de ti
A minha missão, é encontrar-te novamente
Meu Senhor, meu Deus olha por mim
Não me deixes que eu me perca outra vez

Isabel Morais Ribeiro Fonseca