segunda-feira, 29 de julho de 2013

MORTE

 MORTE

Ó morte que estás à espreita
Tenho o meu amor à espera
Por isso não esperes por mim.


Isabel Morais Ribeiro Fonseca