sábado, 4 de junho de 2016

ALUCINADA


ALUCINADA

Vem, vem ter comigo
No silêncio desta noite
Quando a minha boca
Se cala do desejo sentido
Vem ter comigo nas noites
Em que o cansaço me toma
Das memórias do teu beijo
Vem ter comigo nas noites
Do desejo alucinado da paixão
Que abafam os gemidos, gritos
Da minha vontade, da tua saudade
Numa noite que dura a eternidade
Na alucinada paixão que sinto de ti.

- ✿✿‿.•*´¯ ✿✿ -

Isabel Morais Ribeiro Fonseca




ALUCINADA PAIXÃO

Meu amor vem ter comigo
No silêncio da escura noite
Quando a minha seca boca
Se cala do desejo sentido
Vem ter comigo nas noites
Em que o cansaço me toma
Das memórias do teu beijo
Vem ter comigo nas noites
Do desejo alucinado da paixão
Que abafam os gemidos, gritos
Da minha vontade, da tua saudade
Numa noite que dura a eternidade
Vem ter comigo nas frescas noites
Em que te espero à beira do mar
Na alucinada paixão que sinto de ti.

- ✿✿ ✿✿ - - ✿✿ ✿✿ -