quarta-feira, 15 de abril de 2015

"EMOÇÕES"

"EMOÇÕES"

É no amor que revela-se
Ao olhar com o coração
Beleza calma das palavras
Das escolhas e das emoções
Caídas como folhas no outono
Aos pés de quem mais amas
Tu encontrarás sempre nas linhas
Silenciosas dos meus versos
A beleza calma das nossas manhãs
Na ternura das flores do jardim
Como se fosse sempre primavera
Guardada numa caixinha dentro da alma
Sentimentos apaixonados nos poemas
Onde eu exalto-te o meu sensível amar
Vou tecendo cada palavra amorosa em poesia
Suaves murmúrios expostos nas minhas emoções.
 
Isabel Morais Ribeiro Fonseca