quinta-feira, 6 de março de 2014

AURORA

AURORA

 - Queria escrever
Escrever um poema de amor
 - Sem a solidão
Com a saudade escrita nas estrelas.
 - Como a luz que nasce
Na aurora de madrugada
Onde eu desejo que o tempo seja sempre eterno
 - Com o perfume doce
Como o vermelho das rosas.
 - Amo quando chove
Fica o aroma a terra molhada.
Que me fizesse esquecesse da dor
Das ilusões que a vida dá
 - Do abismo
Da solidão e da sombra da morte.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca