sexta-feira, 28 de março de 2014

EU SEI

 EU SEI

Eu sei que Deus ama-me
As lágrimas que correm na minha alma
Ele seca-as e jamais desampara-me
Apesar disso
Queria reciclar a minha alma
O meu corpo frágil, ferido de dor
Para começar de novo
Apagar alguns rastros, algumas feridas
Olhar para as coisas e a vida de uma outra maneira
Esquecer este sofrimento.
Que me rasga por dentro, ficando em carne viva.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca