quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

" POESIA"

 " DOCE POESIA"

Poesia feita no coração pelos teus beijos
Lábios e boca que eu tanto amo
Pedaços de mim perdidos nos teus braços
Rastros do meu corpo, onde deixaste sinais.

Lágrimas tortas, mortas, escritas na alma
Amor ardente, frio, morto de repente, renascido no cais
Mergulhado, reinventado, transformado
Sinto o teu cheiro, perfume, aroma no meu corpo gelado

Beijos selados, marcados, quentes, suaves
Sussurras palavras ao meu ouvido de amor.
És um jardim, uma flor perfumada
Sou o teu sangue, a tua metade
Somente nos teus braços sou feliz "dizes tu".

Isabel Morais Ribeiro Fonseca