quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

"SONHO VIVO"

"SONHO VIVO"

Vivi e vivo, para sonhar,  para amar
Sonhei que escrevia na areia
Um poema nas ondas deste mar
Memórias perdidas, deitadas ao vento
Poesia atirada para as trevas da noite
Vozes que serão silenciadas nos olhos
Do desejo, da fome, de um beijo, um abraço
Revelam-se na tempestade aos ventos na emoção
Palavras arrumadas feitas em poesia da razão
Luz resplandecente para quem sente e vê
Com alma e coração, as lágrimas escritas no papel.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca