sexta-feira, 11 de outubro de 2013

"GESTOS AMOROSOS"

 "GESTOS AMOROSOS"

Sei que te pareço ausente, fria e distante
Toma-me nos braços sem fazer perguntas
O sol de inverno secou as minhas lágrimas
Chuva de outono secou as minhas dores
E tu tornas-te a minha terra fértil
Plantas-te os meus novos amores
Rondaste o meu corpo deste castelo solitário
Como as águas de um rio de vozes e de gestos
Conheci o teu fogo, o teu agrado
Teus olhos fulminaram o meu desejo
A tua voz são as ondas do mar, de fogo e mel
Beijos ardentes raros e belos
Deste-me um banquete de os teus odores
Eu amo-te sussurras-te ao meu ouvido.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca