segunda-feira, 2 de setembro de 2013

"REVOLTA SOLTA"

 "REVOLTA SOLTA"

 Hipócritas, maldosos, falsos
Sinto um grito de revolta
Confesso, tenho mais de 40 anos
E só vejo a maldade das pessoas
Quando me apunhalam pelas costas
Acredito ou quero acreditar
Que todas as pessoas têm um lado bom.
A maldade e a inveja é tão grande
Que sinto o grito de revolta
Nojo que gela por dentro a minha alma
Como alguém pode viver sem amor
Sem sentir paixão, sem sentimentos
Com o coração fechado, sem alma
Sem os risos das crianças a correr pela casa
Sem a felicidade da família,
Sem a reunião à volta da mesa
Seja no almoço ou jantar, onde se fala
Reza e come-se com alegria
Como é alguém quer andar perdido
Na serra de fragas e giestas
Sozinhos sem os lobos, muitas vezes
São melhores que as maldades das pessoas.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca