terça-feira, 23 de julho de 2013

"LUAR SEM DESTINO"

 "LUAR SEM DESTINO"

Vagueio, sem destino é de noite
Olho a praia
E o meu pensamento vagueia
A pensar em ti
Como eu gosto observar-te
Tocar-te, beijar-te
Acariciar-te, amar-te
Sinto a brisa fresca no meu rosto.
Oiço as ondas e vagueio de novo
Que saudades do teu sorriso
Das tuas mãos, do cheiro da tua pele
Do gosto da tua boca
Dos teus abraços e do teu aconchego
De falar, de rir, do silêncio, do teu olhar.
Sinto a areia nos meus pés
Dou por mim a rir à gargalhada
Com o ar mais feliz do mundo
A pensar nos nossos momentos
Nas nossas conversas e da tua voz
Vagueio com destino, é de noite.
  
Isabel Morais Ribeiro Fonseca