quarta-feira, 17 de julho de 2013

ROMÃS

 ROMÃS

Amo-te ao luar, amo-te à chuva
Senti-te na praia, na areia quente
O corpo queima, na noite esquecida
Sacias a sede, cansas a mente, cansas o corpo
É nos teus braços que eu amo estar
Fresca a tua boca, sabe a romãs, cheio de amoras
Brisa do mar, seca o deserto, do nosso alento
Choro ao sol, choro ao vento
Desta tempestade da nossa vida.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca