quinta-feira, 27 de junho de 2013

LOBO SOLITÁRIO

 LOBO SOLITÁRIO

Sou como um lobo solitário
Que precisa de amor
Nas noites de lua cheia
Que grita de saudade
Como se não houvesse
Noite nem dia
Ouve-se o vento
A gemer de paixão
O orvalho da noite
Que refresca o teu corpo quente
Nesta noite de luar e só tu para amar.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca