terça-feira, 4 de junho de 2013

SENHOR


Senhor.
Estou sozinha num temporal
Não tenho mais para onde ir
O vento secou as minhas lágrimas
Fiquei no meio da escuridão.
A paz que abandonou-me
O Céu desabou, a chuva não para de cair.
Eu fugi e tive medo, quero implorar o teu perdão.
Vem dar-me alegria a minha alma e ao meu coração.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca