domingo, 30 de junho de 2013

SENHOR


...........SENHOR
Hoje vou bater à tua porta, em busca de um abrigo
Para que tu me aceites como uma humilde servidora que sou
Quero pedir-te perdão, estou à porta e tu deixaste-me entrar
Abriste o teu coração e deste-me um pedaço do Céu.
..........Olhei para os teus olhos
Senti as tuas mãos feridas, do amor que tens por nós
Quantas noites frias de solidão que passamos
Porque temos medo do teu amor.
A coroa de espinhos que feriram-te era minha Senhor
Deixe brilhar o que vem do céu ele é o caminho
E a paz que nos traz quando lhe abrimos a porta.
Obrigado por me abrires a porta e perdoa-me.
Por ter a minha porta fechada Senhor.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca