sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

"TEMPO DE AMAR"

TEMPO DE AMAR

Ser mulher
Entre as linhas e os suspiros
Entre o silêncio, entre ferro e fogo
Piano de teclas vibrantes, abafadas
Mergulho de palavras, secas na boca
Cheios da noite, rasgadas no sentimento
Ama as estrelas, as dores, lágrimas comuns
Escreve na sua imperfeita, a perfeita melodia
Vícios de palavras despidas, rasgadas de tinta
Inventa um poema de letras mudas, sentidas
Mulher de coragem suspira de saudade
De amor, eternizando os sonhos, os sorrisos
Entre outros momentos.
 
Isabel Morais Ribeiro Fonseca