terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

"GRITA O SILÊNCIO"

"GRITA O SILÊNCIO"

Grita. grita o silêncio
Como uma tempestade de nada.
De nada grita o silêncio
O silêncio foge de nada.
De nada anda o tempo
Perdido na tempestade.
A morte chegou no tempo
No tempo certo a horas.
Deu as boas vindas à morte
Escondida a morte estava.
Escondida da tempestade
Horas certas, horas do tempo.
Tempo fora de horas, talvez
Chegue a morte no tempo.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca