sábado, 4 de janeiro de 2014

LUAS ESQUECIDAS

 LUAS ESQUECIDAS

Luas perdidas, esquecidas
Encantadas, sentidas
Sereias transformadas
Embaladas pelas ondas do mar
Deixo o vento por alguns instantes
Levar as palavras escritas em sonhos
No meio de ilusões
Pensamentos de amor
Amo-te hoje e amanhã
Pois eu vejo-me
No teu reflexo e tu estás em mim
Como o néctar das flores
Onde as abelhas
Procuram o pólen para o mel
Luas que brilham na noite escura onde
Se perderam e encontraram-se dois corações

Isabel Morais Ribeiro Fonseca