segunda-feira, 19 de agosto de 2013

A TRÁS DOS MONTES

A TRÁS DOS MONTES

Trás-os-Montes
Terra fria, gelada
Com mantos negros de lã
Sente-se amor
Sente-se a morte
Vence-se o luto
Das noites escuras
Da dor das gentes
Cravos espetados
Sentimentos singelos
Inocentes,marcados
Lágrimas perdidas
Amargas e sentidas
Terras geladas e frias
Quentes como as castanhas.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca