sexta-feira, 26 de abril de 2013

Senhor quando chega a noite olho

Senhor quando chega a noite olho para ti na cruz
Transformo em prece o desejo de te ver sorrir.
Pego-te ao colo e baixinho digo como eu amo-te.
Devagarinho conto-te como foi o meu dia.
"Quero encostar-me no teu peito e descansar
Renova o meu coração e liberta-me.
Ilumina a minha vida e faz-me mais generosa.
"Ficam sempre com o cheiro a perfume
As mãos que sabem ser mais generosas e solidárias.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca